Controle da obesidade como objetivo principal do tratamento para diabetes tipo 2: hora de reformular a conversa

Diabetes

A obesidade é agora reconhecida como uma doença associada a morbidade grave e aumento da mortalidade. Uma de suas principais complicações metabólicas é o diabetes tipo 2, pois as duas condições compartilham mecanismos fisiopatológicos importantes.
A perda de peso é conhecida por reverter as anormalidades metabólicas subjacentes do diabetes tipo 2 e, como tal, melhorar o controle da glicose; a perda de 15% ou mais do peso corporal pode ter um efeito modificador da doença em pessoas com diabetes tipo 2, um resultado que não é alcançável por qualquer outra intervenção de redução da glicose.
Além disso, a perda de peso nessa população exerce benefícios que vão além do controle glicêmico para melhorar os fatores de risco para doença cardiometabólica e a qualidade de vida.