Médicos alertam para a negligência no cuidado ao câncer de mama em idosas

Oncologia

Há algumas décadas, os avanços obtidos pela ciência da longevidade permitem a extensão da vida por mais tempo e com qualidade. Hoje, a mulher brasileira vive, em média, 78 anos. Estima-se que aquelas que comemoram os 70 anos desfrutem de mais 15 anos de vida e que as com 80 anos tenham pela frente outros dez. É uma ótima notícia, mas ela também alerta médicos, pacientes e familiares para a necessidade de mudarem a forma de encarar a prevenção e o tratamento do câncer de mama entre essa população.